.

6.9.07

Reconhecimento ao poeta Jaorish




Jaorish Gomes Teles da Silva foi agraciado com o Troféu Ana Ivo de Cultura, da Academia de Artes e Letras de Pernambuco 1993(clique aqui e veja página sobre o assunto). Na Semana Santa daquele ano, a premiação foi anunciada no Anfiteatro da Praça Dr. Paulo Paranhos e dia 2 de maio/1993, uma Comissão da Academia compareceu em Palmares para Solenidade.

Em Dezembro de 2002, o Poder Legislativo do Município dos Palmares entregou a Jaorish a Medalha Luiz Portela de Carvalho, a mais alta Condecoração do Município (clique aqui e leia reportagem). Abaixo, o Diploma do Mérito Luiz Portela de Carvalho.


O ARTISTA JAORISH GOMES TELES DA SILVA.
ATIVO ARTISTA. ESCRITOR (POETA, DRAMATURGO, ROMANCISTA - ATOR, DIRETOR DE TEATRO, TÉCNICO DE PALCO . COM UMA VIDA QUE É PURA ARTE (LITERATURA, TEATRO), ENGAJAMENTO ABNEGAÇÃO ATIVO AO MOVIMENTO CULTURAL!

UM ARTISTA RECONHECIDO NA TERRA NATAL E NOUTROS RINCÕES!

Com varias comunidades no Orkut e vários outros lugares na NET um bom amigo que gosta de trocar idéias,conhecimentos, e experiências. Trabalha com arte desde 1973. Dedicado em trabalhos sócio-comunitários em Palmares-PE, onde dirige o Centro Cultural dos Palmares (a ONG www.grucalp.org.br). site www.jaorish.cjb.net
Atualmente trabalhando com fantoches, empreendo oficinas, e monólogo. Trabalha com poemas, è poeta e romancista, já editou 4 livros e esta lançado o seu quinto livro em fase de publicação, com lançamento em breve,o QUIXOTESCÂNTICO, abordando temas tais como o amor, a vida de artista e sobre Palmares.

Declarações de jaorish

Sobre como compõe poemas, Jaorish explica: “Não posso prever meu estro. Não sou um poeta intencional, tudo surge por inspiração. Não sigo regras. Quando o poema surge com rimas e métricas, não é por intenção intelectual; simplesmente surge, vem de Luz Divina ou de um sussurro de Coro dos Anjos. E assim aparecem sonetos, sextilhas, sei lá o que mais! Sei que surgem na mente sem precisar me preocupar contar fonemas ou rimas! Defendo a poesia como sentimento e não como um simples jogo de palavras e de intelectualidade.” E ao dizer isso, ele cita Manuel Bandeira, Maria do Carmo Barreto Campello de Melo, Waldemar Lopes e Telles Júnior, defensores dessa liberdade de poetar!

Se participo de uma comunidade é porque me identifico com o tema e adiciono quem acho ter afinidades.






O filho Jaorish fala com carinho sobre seu pai, Telles Júnior (José Teles da Silva Júnior), o artista que mais marcou Palmares no Século XX!

A Vida e a Obra do polêmico e enigmático Artista que dedicou sua vida ao Movimento Cultural da Cidade dos Palmares, onde atuou como Ator e Diretor de Teatro, Coreógrafo, Escultor, Entalhador, Pintor, Poeta, Dramaturgo, Cronista, Locutor e Contista. Além de ter sido um estudioso de Ciências Herméticas, cujo esoterismo está expresso em suas obras pictóricas, poemas e obras dramáticas. Em montagem!

JAORISH É

Atuante em vários seguimentos Como

Jornal, O Grupo Cultural dos Palmares,

Derivado de um agrupamento de jovens artistas e filósofos editores da Revista “A Esfinge”, publicada em Dezembro de mil novecentos e sessenta e seis; constituído em dezessete de Agosto de mil novecentos e sessenta e nove, originário com os Órgãos Subsidiários: Grupo Estudantil de Teatro Palmarense (GETEP) e Jornal “O Olho” no centro Cultural dos Palmares, na Rua Tenente Antônio Becco, 144, Bairro Centro,Município dos Palmares, Estado de Pernambuco

Num encontro entre poetas, assim disse Antonio Caetano (saudoso repentista cordelista, vizinho de Jaorish, lá da Rua do Jardim, em Palmares), elogiando Jaorish: “Sua poesia tem saber... você ensina através de seus versos que têm pura filosofia... Afinal, a Poesia é a linguagem angelical dos mundos das Dimensões Superiores de vida... E esse dom da Poesia você tem, você é grande, não é um simples rimador brincando de fazer versos; você é poeta de verdade mesmo!”

E sobre esse “saber poético” e a ignorância e hipocrisia social aos poetas, Jaorish descreveu no poema “

A Verdadeira Poesia nasce da Luz Divina!

É Canto que coro angelical nos ensina,

No calor do Fogo Sagrado

De um poeta inspirado.

Quando surge, tudo no Céu é festa!

É Palavra que a Divindade atesta.

.........................................................

Ai de quem despreza e rejeita tal energia!

Ai de quem ao Poeta relega duras penas!

Ai de quem à Alma do Poeta dá grosseria!

Ai de quem do Poeta rejeita seus poemas;

E negando-se ao fluir de mútua sublimidade,

Castiga-se para triplo sofrer pela Eternidade.

2 Comentários:

  • Parabéns...A poeta Doroty Dimolitsas, seu texto sua maneira de transmitir faz-me um sonhador, crio ânimo para escrever esse comentário a seu respeito, admiro sua personalidade, e sua escrita não cansativa, que fala a respeito de sonhos, política, guerra, artes e amor... obrigado por você existir....
    Saudações:,
    Comendador De Luna Freire.

    Por Blogger deluna, às 10:45 PM  

  • Olá Doroty Dimolitsas!
    Primeira vez escrevendo no seu blog. E agradecendo muito atrasadamente o Artigo escrito sobre mim, em Setembro de 2007.
    Agora estou noticiando abertura de canais no YouTube, nos quais estou contando Histórias sobre Lutas Culturais.
    O meu canal é www.youtube.com/Jaorish
    O Canal do Jornal O OLHO é www.youtube.com/jornaloolho
    O canal da Colméia das Letras é www.youtube.com/colmeiadasletras
    O canal do Grupo Cultural dos Palmares - GRUCALP é www.youtube.com/GRUCALP

    Aos poucos inserirei clipes lá.
    No meu canal inseri 10 clipes: 9 capítulos sobre meus 35 anos de carreira artística e 1 clipe com o poema ESQUECERAM QUE OS POETAS SABEM VOAR!

    O Jornal O OLHO está com novo endereço do site: www.jornalolho.xpg.com.br
    E meu novo site é www.jaorish.br21.com

    Grato.
    Beijos.
    Luz e paz!

    Por Blogger Jaorish, às 4:30 PM  

Postar um comentário

<< Home